A eficácia dos anticonceptivos – Reversíveis e Definitivos

Métodos e Técnicas de Anticoncepção

Anticoncepção é o uso de métodos e técnicas com a finalidade de impedir que o relacionamento sexual resulte em gravidez. É recurso de planejamento familiar para a constituição de prole desejada e programada, de forma consciente.

Os métodos anticoncepcionais podem ser classificados de várias maneiras. Reconhecem-se dois grupos principais:
I – reversíveis
II – definitivos

Os métodos reversíveis são: comportamentais, de barreira, dispositivos intrauterinos, hormonais e os de emergência. Os métodos definitivos são os cirúrgicos: esterilização cirúrgica feminina e esterilização cirúrgica masculina. O manejo das situações que envolvem anticoncepção obriga o uso de alguns conceitos que devem ficar bem claros.

A eficácia de um método contraceptivo: é a capacidade desse método de proteger contra a gravidez não desejada e não programada. É expressa pela taxa de falhas própria do método, em um período de tempo, geralmente um ano.

Percentual de efetividade (eficácia) e continuidade de diferentes anticoncepcionais, durante o primeiro ano de uso do método, segundo OMS

Anticoncepcionais

Uso

Perfeito ou correto

Habitual ou comum

Continuidade (%)

Muito efetivos

Implante

0,05

0,05

78

Vasectomia

0,1

0,15

100

DIU de LNG

0,2

0,2

81

Esterilização feminina

0,5

0,5

100

DIU de cobre

0,6

0,8

78

Efetivos

Lactação e Amenorreia

0,9

2

/-/

Injetáveis mensais

0,3

3

56

Pílulas combinadas

0,3

3

68

Pílulas de progestagênios

0,3

3

68

Anel vaginal

0,3

3

68

Adesivo

0,3

3

68

Moderadamente efetivos

Condom masculino

2

16

53

Abstinência períodos férteis

2 a 5

/-/

51

Diafragma com espermicida

6

16

/-/

Pouco efetivos

Coito interrompido

4

27

42

Espermicida isolado

18

29

Tabela sumária da eficácia dos anticoncepcionais!

% de mulheres com uma gestação  não desejada

% de mulheres em uso com 1 ano3

Método

Uso típico 1

Uso perfeito

-1

-2

-3

-4

Nenhum método4

85

85

Espermicidas5

29

18

42

Coito interrompido

27

4

42

Métodos baseados na fertilidade

25

51

Método dos dias-padrão6

5

Método dos dois dias6

4

Método da ovulação6

3

Esponja

Mulheres com paridade

32

20

46

Nulíparas

16

9

57

Diafragma7

16

6

57

Condom8

Feminino

21

5

49

Masculino

15

2

53

Pílulas combinadas e só de progestágeno

8

0,12

68

Adesivo cutâneo

8

0,3

68

Anel vaginal

8

0,3

68

AMPD

3

0,3

56

DIU

Tcu 380A

0,8

0,6

78

Com LNG

0,2

0,2

80

Implanon

0,05

0,05

84

LT

0,345

0,5

100

Vasectomia

0,15

0,1

100

Pílulas contraceptivas de emergência: Tomadas dentro das primeiras 72 horas após o coito desprotegido – redução do risco de gravidez por, no mínimo, 75%.
Amenorreia da lactação – altamente eficaz, temporariamente.

Entre casais que iniciam o uso de um método (não necessariamente pela primeira vez) e que o usam perfeitamente (tanto consistentemente quanto corretamente), a percentagem que tem uma gestação acidental durante o primeiro ano, se não param de usar por qualquer outra razão.

Entre casais tentando evitar gestação, a percentagem dos que continuam a usar um método por um ano.

As percentagens das que se tornam grávidas nas colunas (2) e (3) estão baseadas em dados de populações em que a contracepção não é usada por mulheres que cessam de usar contracepção para se tornarem grávidas. Entre tais populações, cerca de 89% se tornam grávidas dentro de um ano. Esta estimativa foi rebaixada levemente (para 85%) para representar a percentagem das que se tornariam grávidas dentro de um ano, entre mulheres que agora confiam na reversibilidade dos métodos contraceptivos se elas abandonarem a contracepção todas juntas.

Espumas, cremes, geleias, supositórios vaginais, e filmes vaginais.

Os métodos da ovulação e dos dois dias são baseados na avaliação do muco cervical. O dos dias-padrão evita a relação sexual nos dias 8 ao 19 do ciclo. 7 Com creme ou geleia espermicida.

Sem espermicidas.

O esquema de tratamento é de uma dose dentro de 120 horas após o coito desprotegido e uma segunda dose 12 horas após a primeira. Ambas as doses do Plano B podem ser tomadas ao mesmo tempo. O Plano B (uma dose é uma pílula branca) é o único produto especificamente fabricado para anticoncepção de emergência. O Food and Drug Administration tem declarado outras 22 formulações de anticoncepcionais como sendo seguras e eficazes para anticoncepção de emergência, nas doses correspondentes (número de pílulas).

Entretanto, para manter uma proteção eficaz contra a gestação, outro método de anticoncepção deve ser usado, tão logo retornem as menstruações, reduzam a frequência e a duração das mamadas, as mamadeiras sejam introduzidas ou o bebê atinja seis meses de idade.

2019-02-06T10:04:53+00:00
WhatsApp Agende Via WhatsApp